Tráfego Orgânico e Tráfego Pago: quais as diferenças entre eles?

COMPARTILHE COM SEU TIME!

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on telegram
Tráfego Orgânico e Tráfego Pago

Você sabe a diferença entre Tráfego Orgânico e Tráfego Pago? Não? Então está no lugar certo para aprender tudo sobre os temas.

Saber os identificadores do Tráfego Orgânico e Tráfego Pago é essencial para atingir os resultados esperados na hora de motivar clientes via internet. Com essa informação é possível ainda garantir sem erros um bom investimento por parte da empresa em suas propostas de divulgação nas mídias online. Mas antes de qualquer ação, é necessário entender qual dos dois tráfegos é mais rentável na hora de atrair audiência para determinado negócio. Sua empresa já sabe quais dessas movimentações ela usaria para engajar seu público?

Quando um estabelecimento pensa em todo o trabalho de divulgação de seu produto ou serviço na internet e se depara com ambos os Tráfegos, primeiramente é necessário que se entenda quais são os caminhos desejados para que haja uma boa atração da audiência.

Por exemplo, se a intenção da empresa é obter maiores resultados num curto período de tempo, optar pelo Tráfego Pago pode ser a solução ideal. Contudo, se o orçamento para a campanha segue enxuto, distribuir as ações tende a ser o melhor rumo a ser tomado. Há também quem deseje somente pela audiência fiel, ou seja, um público fidelizado que siga engajado com a empresa.

Todas as informações acima precisam ser levadas em conta na hora de escolher um dos Tráfegos. Mas também é necessário conhecer esses dois movimentos na sua totalidade para tomar as melhores decisões. Confira o que são e quais as diferenças entre o Tráfego Orgânico e o Tráfego Pago e escolha o que melhor se encaixa na sua estratégia de comunicação com seu público!

Tráfego Orgânico e Tráfego Pago: entendendo seus diferenciais

Todos nós sabemos que as opções de buscadores na internet são diversas. Dentre elas, o Google, por exemplo, é o mais popular e de fácil acesso às pessoas.

Para estar na primeira página desse gigante tão conhecido do grande público, ou a empresa opta por um trabalho de SEO (Search Engine Optimization), que é um grande agente de otimização e geralmente tem como adendo os conteúdos entregues para atrair o público, ou então paga-se pelo espaço, ganhando o destaque necessário e gerando audiência.

São essas ações, entre o anúncio patrocinado ou não, que diferenciam o Tráfego Orgânico do Tráfego Pago. Entenda melhor:

Tráfego Orgânico

Tráfego Orgânico e Tráfego Pago
Tráfego Orgânico
Conheça mais!

Sabe aquele visitante que chegou à página de sua empresa de maneira espontânea e passou a se comunicar com sua área comercial sem que você pagasse pela divulgação? Pois bem, esse movimento é chamado de Tráfego Orgânico, onde não há investimento direto nas mídias sociais para que seu negócio alcance o público desejado.

O Tráfego Orgânico acontece pelas ações de engajamento feitas pela própria empresa ou através de uma agência de marketing. Seja via técnicas de SEO empregadas nos textos e imagens ou na entrega de materiais relevantes ao potencial cliente, essa movimentação tem como foco principal o conteúdo e sua produção e não o aporte em dinheiro para melhor colocação nos buscadores.

Sendo assim, quando se atende às técnicas de SEO, como um bom título que corresponda ao tema, palavras-chave estrategicamente distribuídas pelo texto, fotografias creditadas, tudo isso faz com que o assunto pautado num blog ou site seja reconhecido pelo Google, fazendo com que o link esteja nas primeiras páginas do buscador.

O assunto exibido deve ir de encontro às dúvidas do público ou que envolva um tema de seu interesse. O usuário, ao digitar sua questão no Google, terá em sua tela os links que melhor atenderem aos requisitos de otimização. A primeira página é o grande desejo de quem opta pelo Tráfego Orgânico e não deseja investir em anúncios, pois é ali, diante da primeira oferta de respostas, que muitos usuários focam em suas pesquisas.

Tráfego Pago

Tráfego Orgânico e Tráfego Pago
Tráfego Pago
Conheça mais!

Diferentemente do Orgânico, o Tráfego Pago consiste num investimento direto para que seu conteúdo apareça em espaços on-line, sejam eles buscadores ou mídias sociais. Esse tem sido um movimento bastante executado por empresas no intuito de terem seus links exibidos nas primeiras páginas dos buscadores ou estarem em evidências em redes sociais, por exemplo.

Vale lembrar que divulgar o link de um site ou blog via Tráfego Pago não diminui em nada a autoridade do negócio, produto ou serviço. Até porque a fonte originária de determinado anúncio não o diferencia de outro quando o foco é a pesquisa ou busca que responda a determinadas questões.

Como funciona o Tráfego Pago? 

Ao optar pelo anúncio pago, é preciso entender qual é a palavra-chave contida na URL capaz de atrair o usuário. Feito isso, sua inclusão será a principal fonte de ligação entre o conteúdo e o público. E diante do pagamento efetuado, o link passa a ser exibido, tanto no topo do buscador quanto no seu rodapé.  

Vantagens e desvantagens

Ambos os movimentos são importantíssimos no Marketing Digital para atrair a audiência desejada. E os dois contam com aplicabilidades e benefícios que garantem a boa divulgação de um negócio. Contudo, o proveito das técnicas precisa estar de acordo com a rotina de uma empresa.

Entenda agora quais são as vantagens e desvantagens na hora de optar pelo Tráfego Orgânico ou Tráfego Pago e escolha a que mais se adequa ao momento atual de seu estabelecimento!

Tráfego Orgânico – Vantagens

O Tráfego Orgânico tem a capacidade de construir um trajeto mais duradouro entre o cliente e a empresa. Pelo fato de sua atuação ser mais lenta e o foco também estar na entrega de conteúdo, a audiência passa a ser mais fidelizada. O público tende a se engajar mais por um período maior.

Além disso, o investimento da empresa é praticamente nulo (quando a criação sai de dentro do próprio estabelecimento) ou bem menor (quando a criação e o engajamento é realizado numa agência de marketing).

O Tráfego Orgânico também não depende de pagamento para se manter em evidência. Sendo assim, sua posição numa primeira página será sempre seu próprio conteúdo. A permanência pode inclusive durar muito tempo. E isso se estende ao que é ofertado ao cliente. Todo o material continua presente, o que pode atrair mais leads. 

E como tudo precisa ser mensurado, essa métrica você pode obter pelo próprio Google, que entrega no Google Search Console dados relevantes para avaliação. Seja a quantidade de pessoas que estiveram no site, ou mesmo um parâmetro entre os novos visitantes e aqueles que têm voltado ao conteúdo, todos esses elementos entregam à empresa índices precisos para seus próximos conteúdos.

Desvantagens

Por ser orgânico, o resultado costuma vir num prazo maior. Até esse alcance, trabalha-se mais na entrega de conteúdo ou na otimização para cativar a audiência, o que pode se estender por um tempo que talvez não seja ideal para a empresa. Contudo, caso haja respiro para essa espera, é um bom movimento para geração de leads.

Tráfego Pago – Vantagens

O primeiro grande benefício em optar pelo Tráfego Pago é o tempo. Os resultados geralmente chegam num curto período, o que se torna vantajoso quando uma empresa quer lançar um produto ou serviço, apresentar itens que permanecerão na prateleira para vendas por um período determinado apenas, ou até para quem esteja chegando no mercado agora.

O Tráfego Pago também é um bom caminho para quem precisa fortalecer o nome da marca. Como o número de pessoas que irão notar a empresa nos buscadores é bem maior e num curto espaço de tempo, isso se torna imprescindível para que o negócio alcance a audiência desejada.

Outra vantagem do Tráfego Pago é a capacidade geográfica e demográfica de seu alcance. Muitas empresas precisam divulgar sua marca num raio que atinja apenas seu Estado ou cidade. Além disso, deseja incluir a faixa etária do público, dentre outros perfis que se encaixem ao produto ou serviço. 

Por fim, estar nas redes sociais de forma mais presente é algo extremamente vantajoso, já que essas ferramentas são utilizadas diariamente por milhões de usuários.

Desvantagens

Caso a empresa esteja com reservas enxutas de dinheiro para divulgação, o Tráfego Pago pode não ser uma boa opção. Até porque, em alguns casos, é preciso renovar o anúncio para obtenção de maiores resultados.

Outra situação é o tempo de permanência no topo ou rodapé de um buscador, por exemplo. Quando o período de divulgação se extingue, o anúncio deixa de ser posicionado.

Dá para trabalhar com os dois tipos de Tráfegos?

Tráfego Orgânico e Tráfego Pago
Tráfego Orgânico e Tráfego Pago
Utilizando os dois movimentos

É possível e bastante saudável atuar nos dois movimentos, direcionando os conteúdos para cada fim específico.

Por exemplo: se sua empresa precisa entregar materiais para geração de leads e isso não vá depender de investimento para anúncio, é interessante trabalhar a otimização em SEO para que o tópico chegue ao público desejado. Mas se também sua marca precisa de engajamento ou divulgação de um produto periódico, investir no Tráfego Pago também é relevante. Tais atuações podem seguir paralelamente sem que haja atropelos de informações.

Todo esse movimento precisa ser pautado de forma estratégica dentro da empresa ou com uma agência de marketing. Afinal, qualquer que seja a divulgação, o foco sempre será atrair audiência para futuras compras.

Conclusão

Tráfego Orgânico e Tráfego Pago
Tráfego Orgânico e Tráfego Pago

Como deu para notar, as ações projetadas para ambos os Tráfegos precisam ser bem analisadas para que não haja nenhum contratempo e se encaixem devidamente em apenas um ou em ambos os movimentos de divulgação na internet. 

Portanto, avaliar os dois canais de trânsito para seus conteúdos se torna imprescindível para a obtenção dos resultados planejados. Reconhecer as vantagens e desvantagens de cada tráfego também, pois é através desses parâmetros que sua marca chegará aos olhos do usuário, o que pode ou não gerar a conversão necessária para o bom andamento de seu negócio.

 

Gostou do que leu?

Então confira outros artigos recomendados pra você!

Teste Grátis a melhor ferramenta de MultiAtendente para WhatsApp do mercado?

Tenha vários usuários em um único número de WhatsApp!

Centralize a informação e melhore a qualidade do atendimento!