6 Maneiras de se Tornar mais Relevante com Conteúdo de Valor

COMPARTILHE COM SEU TIME!

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on telegram
marketing de conteúdo

Você já percebeu que encontrar respostas para o que buscamos nunca foi tão fácil? Desde aprender uma receita nova até sobre estratégias avançadas de gestão para nossos negócios… tudo está aqui, na internet, a um clique de distância.

Porém, já percebeu que nem tudo que encontramos realmente entrega aquele “valor” que estamos buscando?

E é esse o ponto principal que nós temos que levar em consideração antes de postar qualquer conteúdo: entregar o máximo de valor para o nosso potencial cliente… isso vai te ajudar a se tornar mais conhecido, quebrar as principais objeções dos seus clientes e a atrair mais clientes.

Parece o mundo perfeito, não? Mas não é!

Antes de criar o seu conteúdo você precisa entender como criar algo que realmente gere valor. E é pra te ajudar nisso que escrevi esse artigo!

O conteúdo de valor tem como propósito criar um relacionamento prévio com seu potencial cliente e fidelizar quem já está na sua base.
Você consegue atrair e envolver as pessoas, gerando uma percepção positiva da sua marca ou de você. A consequência disso? Mais negócios e resultados favoráveis para sua empresa!

Pega por exemplo esse artigo aqui. Eu utilizei como base todos os princípios que você precisa seguir com seu potencial cliente e, se você chegou até esse momento, o meu objetivo está sendo cumprido.

Existem alguns aspectos bem importantes que devemos considerar na hora de produzir um conteúdo de valor. Veja quais são eles aqui!

1 – Conheça seu público-alvo

Antes de qualquer coisa, você tem que ter em mente que o foco de qualquer conteúdo que for produzir tem que ser ajudar o seu público-alvo, entregando uma informação que seja relevante pra ele.

Produzir um conteúdo que você acha legal ou que você acha que tem que criar não vai funcionar!

O primeiro passo é conhecer o seu público, para depois descobrir o que ele precisa e então criar conteúdo de valor que o ajude a resolver um problema específico a ele e vencer algum desafio que esteja enfrentando.

Defina quais são as maiores dores e maiores problemas dos seus clientes. Descubra o que e como eles pesquisam.

Procure sobre novidades no seu segmento, incentive e eduque o seu público sobre o seu produto e sobre o valor que ele gera.

Apresente ideias, novas ferramentas e soluções para o que ele procura. Não tenha medo de “entregar” valor, pois junto com isso você também está entregando a sua marca pra essas pessoas.

E isso é aplicavel pra qualquer nicho ou produto, pode ser B2B, B2C… tenha em mente antes de qualquer coisa que quem no final de tudo vai tomar a decisão é uma pessoa… e pessoas pesquisam e buscam informação todos os dias.

E vale ressaltar que quando falo aqui em conteúdo de valor, não se trata apenas de artigos no LinkedIn ou blogs. Podem ser vídeos, e-books, infográficos, etc.

Se seu cliente odeia ler, você vai investir tempo produzindo artigos? Gravar vídeos seria melhor, concorda comigo?
Ou se ele passa horas e horas no trânsito, um podcast cairia bem, concorda?

2 – O conteúdo precisa ser parte de toda uma experiência

Outro ponto importante e que a maioria das pessoas erram é que apenas ter um bom conteúdo não garante nada. Creio que você não quer ficar horas produzindo conteúdo sem ter nenhuma segunda intenção no meio, estou certo?

Com informações sobre praticamente tudo na internet, o grande diferencial vai ser o valor que você gera.

Saiba tudo o que é marketing de conteúdo e inbound marketing nesse post!

O seu conteúdo – sejam os textos do seu site, landing pages, posts no blog, e-mails, redes sociais, entre outros – precisa ser parte de uma experiência e com um objetivo no final, que pode ser a venda, mas não necessariamente.

Você precisa entregar relevância com um conteúdo de valor que impacte quem o consome.

Certamente seu público vai consumir um conteúdo com o qual se identifique, e adivinha? Mais chances de virar seu cliente no final!

3 – Crie conexões com as pessoas

crie conexão através de conteúdo

O que você defende enquanto marca e empresa é o que guiará seu posicionamento para suas ações como negócio e também para o marketing.

Uma estratégia de conteúdo deve priorizar a conexão com as pessoas. Muitas vezes focamos em resultados rápidos e esquecemos desse princípio tão importante.

Quando resumimos tudo a relações humanas, as pessoas vão continuar a ter acesso a conteúdo de valor.

4 – O conteúdo sempre vai ser extremamente importante

conteúdo é rei

Sabemos que construir uma marca com propósito exige muito mais trabalho do que simplesmente começar um negócio sem o devido planejamento.

O posicionamento da sua marca é o norte para ações de marketing e, consequentemente, para produzir conteúdo de valor.

Se você investe tempo para construir uma marca autêntica, as pessoas vão ouvir falar sobre ela. E vão procurar pelo seu negócio.

Certamente as empresas que estão dispostas a fazer esse trabalho serão as que vão se destacar em uma estratégia de marketing digital.

5 – Não esqueça do remarketing

remarketing

Sabe quando você pesquisa algum produto que quer comprar e depois quando acessa qualquer site é perseguido por aquela empresa? Resumidamente, isso é o remarketing e um dos maiores erros de quem trabalha com conteúdo é não investir nisso.

Com o remarketing, você tem o poder de “acompanhar” as pessoas que acessaram o seu site por quase todo canto da internet.

Por exemplo, se a pessoa acessou um conteúdo da sua empresa, você pode direcionar outro conteúdo similar a ela… ou até mesmo uma oferta de produto que resolva o problema, não é mesmo?

Não vou me aprofundar aqui nesse tema, mas prometo que vou escrever um artigo ensinando como fazer isso!

6 – Incentive o seu potencial cliente a executar uma ação

Outro ponto importante quando você escreve um conteúdo é fazer em algum momento dele uma chamada pra ação, incentivando o seu potencial cliente a fazer algo.

Concorda comigo que ninguém vai “perder tempo” produzindo conteúdo apenas por ser uma “pessoa legal”?
Essa chamada pra ação pode ser baixar um e-book, se cadastrar numa newsletter ou até mesmo entrar em contato com sua equipe comercial.

Quer um exemplo? Vamos lá!

Espero que você tenha gostado desse artigo! Não esqueça de deixar nos comentários o que achou dele e sugestões de conteúdo que gostaria de ver por aqui e se prefere no formato de texto ou vídeo!

Porque eu fiz essa chamada? Porque quero conhecer mais o meu público, os formatos de conteúdo ter ideias pra novos materiais!
Ah, e não poderia esquecer… vou adorar saber que você gostou, pois é sempre bom pro ego, né? rsrs

Aproveite as dicas desse artigo para se tornar relevante com conteúdo de valor!

Gostou do que leu?

Então confira outros artigos recomendados pra você!