KPI: o que é e como escolher os melhores para a sua empresa

COMPARTILHE COM SEU TIME!

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on telegram
KPI

Você tem verificado se as atividades e intervenções realizadas dentro de seu estabelecimento estão indo de encontro com a proposta da empresa? O KPI é capaz de indicar se efetivamente está havendo sucesso nas estratégias e desempenhos praticados no negócio. Saiba mais!

Dentre todas as movimentações que são mensuradas por uma empresa, há aquelas onde as métricas são tão relevantes que se tornam indicadores capazes de medir com maior precisão os resultados obtidos. Estamos falando dos KPIs, ferramentas qualificadas na certificação de cada desempenho realizado num estabelecimento, o que pode elevar os seus índices de sucesso. Através de um KPI é possível gerar relatórios completos de todas as atividades, ou seja, peças preciosas que servem não só para avaliar, mas principalmente criar novas estratégias.

Conheça agora o que significa a sigla KPI, suas funcionalidades e como escolher as melhores formas de se medir as ações de sua empresa!

KPI: o que é?

KPI
KPI
Significado da sigla

Os KPIs são ferramentas capazes de entregar informações valiosas sobre a rotina de um negócio. Através deles é possível rumar para novas tomadas de decisões que resultem na conversão desejada.

A sigla KPI vem do inglês Key Performance Indicator. A tradução para o nosso português seria a seguinte: Indicador-chave de Performance. Ou seja, é um informativo extremamente relevante e capaz de apontar se as atividades dentro de uma empresa seguem de acordo com o objetivo da mesma.

Um KPI entrega números ou porcentagens?

Os dois!

Através de um KPI é possível verificar, por exemplo, a quantidade de visitas numa página, ou mesmo a taxa de aprovação em relação a um assunto postado nela. Suponhamos que na última segunda-feira 300 pessoas visitaram o site de sua empresa e 48% dessas pessoas clicaram no assunto ‘KPI: o que é e como escolher os melhores para sua empresa?’. 

Há como saber ainda quantas páginas do artigo foram lidas e fazer uma métrica semanal de aprovação e rejeição. Sendo assim, assinala-se o poder de relevância do tema sobre a página, os dias em que ele mais esteve em alta e quando estacionou numa determinada percentagem.

Portanto, os KPIs focam principalmente em indicadores quantitativos, o que resulta em engajamento, aumento do número de visitantes na página, percentuais e acréscimo nas vendas. É diferente das estratégias que servem para expandir a autoridade da empresa na rede, o que seria um apontamento qualitativo.

Vale lembrar que um KPI também pode apontar situações que ocorrem internamente numa empresa, e que vão desde os gastos com papelaria, como os impulsionamentos nas redes sociais, e etc. 

KPI: quando uma métrica se torna um indicador

KPI
KPI
Dados quantitativos

Como comentamos anteriormente, há dados quantitativos e qualitativos. Um KPI aponta a quantidade, ou seja, é um indicador. Já uma métrica qualitativa, por exemplo, pode ser apenas uma mensuração de alcance. A empresa alcançou um número de 1780 pessoas, mas isso não significa que 1780 usuários clicaram no site, visitaram as páginas.

Portanto, uma métrica pode se tornar um indicador, mas nem toda métrica é um indicativo de quantidade, uma tabela ou uma lista que entrega números ou porcentagens de gastos, cliques, rejeição, etc.

KPI: análise constante

Uma estratégia que utiliza um KPI como indicador não deve focar numa vida útil breve. Toda empresa deve ter como meta uma formação de dados que aponte o histórico do negócio em questão. As informações devem ser geradas e mantidas num longo prazo. Com isso, algumas tomadas de decisões que necessitem de uma avaliação mais abrangente tendem a ser mais precisas.

Sendo assim, ao optar por uma métrica que seja indicativa, não resuma essa performance num único apontamento de dados que depois vá parar numa gaveta. É importante também cruzar as informações obtidas em cada departamento. Esse monitoramento, ao ser fundido, pode entregar números e porcentagens ainda mais relevantes, o que evita gastos desnecessários. Por exemplo: há como cruzar uma porcentagem de gastos com engajamento nas redes sociais com outra de novos seguidores, números de comentários positivos e negativos, dentre outros.

Deixar algumas informações relevantes à disposição dos diversos departamentos também é importante. Com isso, os vendedores que estejam buscando dados para entender melhor o público da empresa e construir seu follow-up de vendas poderão acessar os números e porcentagens e, assim, delinear suas próximas ações.

Conhecendo alguns tipos de KPIs

KPI
KPI
Categorias

Nos dias de hoje, mesmo que a empresa tenha uma loja física, suas investidas no mundo digital estão cada vez mais presentes. E essas interações são capazes de gerar indicadores precisos para algumas tomadas de decisões. Portanto, apresentamos aqui algumas categorias de KPI capazes de engajar ainda mais a atuação de um negócio na internet!

Indicador de Leads

O CPL (Custo por Lead) é um indicador que traz números precisos sobre esse investimento por lead gerado.

Quantos leads têm entrado no topo de funil da sua empresa? Com esse número em mãos é possível mapear os primeiros contatos para que as vendas resultem de um acompanhamento linear e contínuo entre as etapas. 

Obter ainda o número diário, semanal ou mesmo mensal dessa entrada de potenciais clientes nos contatos indica o sucesso de determinado conteúdo na captura desses leads.

Indicadores de Tráfego

O CPM (Custo por Mil Impressões) é um indicador para métrica de tráfego pago e aponta o valor cobrado quando os anúncios são exibidos mil vezes.

O CPA (Custo por Ação ou Aquisição) é um indicador que tem sua cobrança condicionada a uma ação do usuário. Ou seja, o gasto para a empresa só é gerado quando a pessoa nota o anúncio, clica e faz uma ação desejada pelo negócio.

O CPC (Custo por Clique) é um indicador que tem sua cobrança a cada clique, independente da próxima ação do usuário. Ele pode ser dividido entre o valor máximo a ser pago por cada clique, o valor exato e o valor médio (este com base no histórico dos cliques).

Sua empresa distribui conteúdos na internet utilizando técnicas de SEO e também com impulsionamento de anúncios pagos?

Um indicador de tráfego é capaz de entregar à sua equipe porcentagens de usuários que vêm clicando em conteúdos exibidos tanto de forma orgânica quanto paga. Com esses números é possível entender qual dos tráfegos está gerando mais resultados. Caso esse percentual se distancie muito entre o tráfego orgânico e pago, nota-se que a distribuição dos conteúdos não encontrou o equilíbrio necessário.

O que acontece? Sua empresa pode estar gastando demais em anúncios pagos, enquanto os conteúdos que utilizam técnicas de SEO seguem longe das primeiras páginas de um buscador, como o Google. Com essas informações precisas em mãos, há a possibilidade de uma análise mais detalhada para entender melhor a baixa audiência. De repente o assunto não seja tão relevante assim, ou há falhas na construção de SEO que impossibilitem a subida para as primeiras páginas do buscador.

Indicador de Visualizações

O CPV (Custo por Visita) é o que se paga em anúncios dividido pelas visualizações ou visitas num site, blog, loja virtual.

Quantas pessoas visitaram o site da sua loja na última semana? Qual foi a permanência desses visitantes na página?

O KPI tem a capacidade de medir a quantidade de visualizações e os minutos que os usuários permanecem no portal apreciando os conteúdos. Com esse indicador é possível saber se os assuntos, o layout, as imagens, dentre outros estão atraindo o consumidor, ou mesmo se há algum problema no carregamento da página, por exemplo, caso os usuários deixem o portal rapidamente.

Diante de eventuais problemas, fica mais fácil encontrar a solução para que não haja fuga de visitantes, o que resultaria em diminuição das vendas pela internet.

Há ainda como saber quais conteúdos estão sendo apreciados e o tempo de permanência das pessoas em cada um deles. Sendo assim, o redator pode focar em temas que sigam uma linha próxima aos tópicos mais visualizados, inclusive reestruturar os assuntos antigos com informações e dados atualizados. Essas ações tendem a aumentar o engajamento na página.

Indicador de Visitantes Novos e Contumazes

Saber quantos usuários entraram em seu portal pela primeira vez ou a porcentagem de contumazes visitantes é um indicador precioso para qualquer empresa. 

Imagine que a página de seu negócio tenha um grande número de novos apreciadores, porém, eles não retornam. Ruim, né? Nesse caso, a mudança nas estratégias em gerar leads se torna essencial e o que tem sido exposto no site ou na landing page é a principal pauta a ser analisada. Até porque poucos são os clientes que efetuam uma compra na primeira visita a um portal. Ou seja, se eles não voltam, não há vendas.

Indicador de Assinantes

Há quem curta assinar um blog ou newsletter para acompanhar as novidades dos mais diversos sites. Esse número tem sido bastante expressivo, o que entrega à empresa a quantidade de pessoas assíduas aos conteúdos apresentados. Contudo, quando as adesões estão baixas ou há fuga de usuários, novas estratégias precisam ser tomadas pela equipe de criação. 

Um indicador de assinantes é capaz de apresentar à empresa esse sinal vermelho, facilitando novas tomadas de decisões em relação aos conteúdos entregues ao público. 

Vale lembrar que esse KPI é extremamente necessário para quem compartilha informações virtuais com os usuários. Os conteúdos são parte importante do marketing de atração e imprescindíveis na hora de fisgar leads que poderão se tornar clientes reais.

O CHURN é um indicador que mede a taxa de rotatividade e pode ser utilizado para saber o número de clientes que cancelaram uma assinatura, por exemplo. Ele também calcula a perda de receitas.

Indicador de Redes Sociais

Um KPI que mede as interações sociais nas mais diversas redes coletivas aponta números de curtidas, comentários, visualizações de vídeos, etc. Contudo, apesar do engajamento dos seguidores, toda empresa precisa entender que nem sempre os views e cliques significam vendas.

Esse tipo de indicador serve como parâmetro entre as interações e o efetivo de compras pelo usuário. E é isso que todo negócio precisa levar em conta na hora de utilizar tais informações e dados. Portanto, as curtidas necessitam evoluir para aquisição de produtos ou serviços. O usuário precisa tomar uma ação além do clique ou comentário. O resultado tem que ser o aumento da taxa de conversão.

O ROI (Retorno Of Investment) ou Retorno Sobre Investimento é um indicador muito utilizado nas estratégias de Mídias Sociais (dentre elas as redes sociais) e capaz de influenciar diretamente na decisão da empresa, pois além de apontar as conversões realizadas via Instagram ou Facebook, por exemplo, exibe o número de cliques que converteu em vendas no link do site.

CAC e LTV

O CAC (Custo de Aquisição de Clientes) aponta o quanto uma empresa gasta para adquirir cada consumidor para seu negócio. Já o LTV (Lifetime Value) mostra o quanto de lucro a empresa teve por cada cliente.

A métrica para esses indicadores é elevar o LTV e diminuir o CAC.

ROAS

O ROAS (Return on Advertinsing Spend) ou Retorno Sobre Investimento Publicitário é um indicador que vai medir a receita do que se gastou e ganhou com campanhas publicitárias na internet. 

Ele pode ser utilizado nas Redes Sociais, como em outras mídias: Blog, Sites, etc. O importante é não confundí-lo com o ROI. O ROAS é um indicador específico para anúncios pagos, enquanto o ROI aponta os lucros ou prejuízos diante dos mais diversos investimentos.

KPI: escolhendo os melhores para sua empresa

KPI
KPI
Analisando os indicadores

Antes de optar por qual KPI utilizar, todo negócio precisa entender sua situação atual e qual caminho deseja seguir.

Sua intenção é gerar mais leads e trabalhar o processo de vendas? Ou precisa que os usuários se atentem a um produto novo?

Muitas vezes as respostas também estão nos concorrentes. Analisar os portais, redes sociais das empresas que competem no mesmo setor é também uma forma de vislumbrar os próximos passos e escolher os melhores KPIs como indicadores que servirão de parâmetro para isso.

Inserir um KPI na rotina de métricas é essencial e a utilização de dois ou mais não é nada ruim. Portanto, analise os indicadores que apresentamos, busque por outros na internet, caso necessite. E ao escolhê-los, busque por profissionais capacitados em manusear as ferramentas que trarão os números ou porcentagens importantes para os próximos passos e sucesso da empresa.

Conclusão

Reconhecer a importância dos Indicadores-chave de Performance e saber quais são os KPIs mais vantajosos para o momento atual de seu negócio é algo que precisa constar na rotina da empresa. 

O sucesso de qualquer estabelecimento, seja ele físico ou virtual, depende de métricas, análises, parâmetros entre números e porcentagens. Só assim a equipe encontrará os pormenores que possivelmente estejam travando o andamento do negócio e tome novos rumos nas suas decisões. Em relação a isso, tenha certeza que o KPI é um aliado e tanto para essas importantes estratégias e sucesso de qualquer empreendimento!

Gostou do que leu?

Então confira outros artigos recomendados pra você!

Teste Grátis a melhor ferramenta de MultiAtendente para WhatsApp do mercado?

Tenha vários usuários em um único número de WhatsApp!

Centralize a informação e melhore a qualidade do atendimento!