Storytelling: o que é e como aplicar na sua estratégia de vendas?

COMPARTILHE COM SEU TIME!

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on telegram
Storytelling

Você sabia que contar histórias é um método bastante eficaz na hora de atrair clientes e encontramos essa habilidade de maneira bastante ampla no Storytelling? Conectar-se aos potenciais consumidores num formato tocante e afetivo tende a trazê-los para mais perto de seus produtos ou serviços, envolvendo-os com entusiasmo e maior vínculo à empresa. Porém, há quem acredite nessa estratégia como custosa, cansativa e complicada. Ledo engano! Vamos mostrar aqui que narrar um acontecimento aliando-o a um empreendimento não é algo tão difícil quanto parece.

O termo Storytelling, traduzido para o português, significa: story (história) e telling (contando). Ou seja, “contando história”. Bastante utilizado na publicidade, esse método vem ganhando cada vez mais espaço no Marketing, e seus resultados têm sido surpreendentes. Mas por que essa ideia de aliar um enredo a um produto ou serviço é tão envolvente a ponto de resultar em vendas?

As narrativas estão inseridas nas nossas vidas desde quando nascemos. E seguem de forma corriqueira no nosso dia a dia. Seja num caso relembrado pelo avô, na conversa fiada entre amigos na hora do happy hour, nas novidades da vizinhança, tudo isso são histórias relatadas naturalmente e estamos sempre atentos à elas. Porém, poucos são os que notam o poder dessa interação quando o foco principal é a conversão em leads ou vendas.

Repare que há duas maneiras de efetuarmos uma compra. A primeira é pela necessidade, ou seja, são produtos e serviços que nos servem diariamente. O sabonete para o banho, o sal para temperar a comida, o sabão para lavar a louça, e por aí vai. A segunda é via desejo, ou melhor, são compras efetuadas tendo como motivação maior o nosso querer, o impulso. Podemos citar o celular com recursos mais vantajosos, a TV de tela maior, uma viagem aconchegante no inverno ou descontraída no verão, etc. Agora, acionar a nossa disposição para tais aquisições requer um toque especial de persuasão capaz de provocar as nossas emoções. E não há nada melhor para isso do que iniciar esse convencimento através da contação de uma instigante história.

Talvez os mais jovens não se atentem, mas para aqueles que já passaram dos 40 anos, quem não se lembra do ‘primeiro sutiã a gente nunca esquece’ mostrando a satisfação de uma jovem ao utilizar um acessório diferenciado, ou ‘a cerveja dos momentos felizes’ em que um senhor de bigode e boina, aparentemente frágil, torna-se o grande protagonista com a bebida em mãos e diante dos amigos de boteco? 

O caminho amplamente percorrido pela publicidade transformou-se em estrada plana e boa de se percorrer, e com diversas bifurcações interessantes para o Marketing. Sendo assim, reconhecer o Storytelling como um método eficaz que traz a contação de história como técnica para atrair clientes tem se tornado um negócio bastante atraente para os mais diversos empreendimentos que seguem no universo virtual.

Entenda melhor o que é o Storytelling, como funciona a técnica e saiba quais as maneiras de se utilizar o método nas suas estratégias de venda!

Storytelling: o que é?

Storytelling
Storytelling
Significado

Quando uma empresa se aproxima dos clientes de forma emotiva, isso resulta numa sensação de aconchego e pertencimento que acaba reverberando nos dois lados.  Até porque a afeição é parte dos princípios que guiam o ser humano em sua trajetória. Mas para que haja uma afinidade única entre empresa e consumidor, existem maneiras de se conduzir a afetividade. Uma delas é através das vivências, das sensações. E contar histórias entrega essa capacidade em quaisquer setores da vida, sejam eles pessoais ou profissionais.

Storytelling nada mais é do que um emaranhado de técnicas que tem como foco principal conferir uma mensagem do que é o produto ou serviço ao cliente, conectando-se com ele de forma emocional. Para tanto, utiliza-se a carpintaria dos escritores, dramaturgos e roteiristas para construir essa informação. 

É de ciência de todos que as narrativas de filmes, séries, livros, teatro e novelas têm a capacidade de instigar as emoções nas pessoas. Seja a raiva, a apreensão, o susto, o amor ou mesmo importantes laços de ternura, quando isso acontece, há uma conexão tão intensa entre o espectador e o produto dramatúrgico que, além do vínculo imediato, essa interação é ainda capaz de eternizar uma situação ou personagem. 

Quem não tem pelo menos um personagem preferido de filme ou série, ou se recorda de determinada cena que segue assinalada na memória afetiva? Pois bem… o Storytelling faz isso, ou seja, ao contar uma história tendo como protagonista o produto ou serviço, as sensações de afinidade, combinação e principalmente identidade são despertadas na pessoa que lê ou visualiza determinado conteúdo. O resultado? Uma aproximação e empatia muito mais marcante que, além da conversão em leads ou vendas, pode inclusive alçar à fidelização de forma imediata.

Técnicas para elaboração de um Storytelling 

Todo cliente busca por um produto ou serviço no intuito de resolver alguma dor ou desejo. Entregamos, então, a primeira pergunta que você deve fazer ao construir um bom Storytelling: Qual é a dor ou o desejo de seu cliente?

Para que ele resolva a questão acima, o mesmo terá alguns desafios pelo caminho. Quais são os estímulos que farão com que ele resolva sua dor ou desejo?

Outra situação muito importante na criação de uma história e que não pode ser deixada de lado é a cenografia. Porém, muito mais do que o cenário ideal para determinado produto ou serviço, o interessante é entender a memória fotográfica e afetiva do cliente. Em qual cenário o consumidor sentiria prazer em visualizar seu produto ou serviço?

Muitas pessoas que desenvolvem Storytelling esquecem de um item básico, mas que traz o clímax para qualquer história: Em que momento acontece o ponto de virada? Ou seja, é o instante em que algo inesperado acontece, levando a trama para outro caminho.Sabe quando o personagem foge do monstro e se vê encurralado, mas de repente ele acha a chave e consegue abrir a porta, escapando?

Lembra que apontamos aqui os desafios ou estímulos que o cliente teria pelo caminho? Pois bem, além dos possíveis conflitos que permearão pela história, é preciso que se encontre um desfecho. Toda história tem seu começo, meio e fim. Qual é a solução para tais desafios do cliente?

Por último, que transformação seu produto ou serviço acarretará na vida do cliente? No Storytelling, a mensagem final precisa ser arrebatadora. O produto ou serviço em questão deve apresentar uma mudança para o consumidor, e essa transformação deve refletir diretamente na dor ou desejo dessa pessoa.

Contando uma história em poucos segundos

Storytelling
Storytelling
Contando histórias

Quando se constrói uma trama, mesmo que tenha como pano de fundo a oferta de algum produto ou serviço, surge a impressão de que é preciso muitas páginas ou minutos para que a história seja contada. Puro engano!

Há comerciais de 30 segundos que nos pegam na alma. Inclusive na internet hoje temos publicidade de apenas 15 segundos e que acabam envolvendo o usuário da rede. Contos e microcontos conseguem emocionar seu público cativo tendo poucas páginas. Uma única frase bem construída é capaz de viralizar.

Por outro lado, é preciso entender que, mesmo que o público da internet prefira o imediatismo, ou seja, algo que entregue o que ele deseja em poucos minutos de leitura ou visualização, os buscadores gostam de conteúdo. Textos que ultrapassem 1.000 palavras estão num bom tamanho no que se refere às técnicas de SEO. Há de se fazer uma boa divisão entre títulos, subtítulos e intertítulos. Quanto aos vídeos, eles precisam de legendas e uma descrição requer palavras-chave bem construídas.  

Portanto, ao criar seu Storytelling, não se esqueça dessa vantagem que a internet nos dá, que é o mapeamento de palavras na elaboração do vídeo ou texto.

Aplicando o Storytelling nas estratégias de venda

Mais do que conhecer seus clientes, é preciso entender a fundo as características de seu produto ou serviço. Quais sentimentos ele seria capaz de despertar nas pessoas? 

Parece difícil a pergunta acima, né? Mas vamos mostrar que é algo bastante simples de se entender:

Imagine aquela fragrância que, do nada, traz à tona uma memória afetiva. Um aroma que nos faz relembrar alguém ou algum lugar. Então, logo surge a pergunta: “Que perfume é esse?” 

Qualquer que seja o produto ou serviço, ele tem essa capacidade de acionar a memória afetiva do cliente em potencial. E quando você consegue detectar isso e aliar com as perguntas sobre a dor e os desafios do consumidor, além das soluções e transformações entregues a ele, você tem em mãos um bom material para a construção de um Storytelling.

Agora você precisa definir onde irá incrementar toda a estratégia de contar uma história. Pode ser através de um E-mail Marketing, artigo, vídeo, ou mesmo na elaboração de um texto para as redes sociais. Há como se utilizar até cases de sucesso na hora de envolver o cliente emocionalmente com determinado item de um estabelecimento.

A importância maior é cativar o seu consumidor. Fazer com que ele tenha uma conexão emocional com seu produto ou serviço. E mais: instigar a notoriedade da sua loja ou estabelecimento, resultando na consciência de marca. Ou seja, uma mensuração capaz de te entregar o quanto seus produtos ou serviços são reconhecidos pelo público. Essa métrica é chamada de Brand Awareness no mundo do marketing.

Conclusão

Storytellling
Storytelling
Conte histórias e venda!

Alcançar um vínculo emocional com o cliente é possível através da técnica de Storytelling, uma maneira de contar histórias tendo como pano de fundo um produto ou serviço envoltos na afetividade.

Com essa construção, o caminho para se promover seu negócio se abre num mar de possibilidades, gerando maior aproximação e afinidade com o público cativo. Os resultados vão muito além da conversão em leads e vendas. Há como estreitar esses laços, tornando o cliente bastante fiel ao seu produto ou serviço. Afinal, você está entregando a ele não só o que instiga sua memória afetiva, mas grandes verdades sobre seu negócio! 

Gostou do que leu?

Então confira outros artigos recomendados pra você!

Teste Grátis a melhor ferramenta de MultiAtendente para WhatsApp do mercado?

Tenha vários usuários em um único número de WhatsApp!

Centralize a informação e melhore a qualidade do atendimento!